fbpx

Inovações de mercado decisivas para a profissão de vendas

Inovações de mercado decisivas para a profissão de vendas nos últimos anos - Blog Post Oficial_Fundo Cinza_Blog Post 6
Dicas de recursos tecnológicos para o profissional de vendas se destacar na área.

É um fato: o mundo está mudando a cada segundo. Em várias questões sociais e tecnológicas. E junto a toda essa evolução, o mercado comercial e seus profissionais devem acompanhar e se inteirar do que está em alta ou o que pode vir a estar.  

 

Toda essa rapidez e volatilidade de informações leva a muitas dúvidas nas mais diversas esferas. Principalmente dentro do nosso mercado de vendas. 

 

Afinal, será que o setor está acompanhando as transformações constantes da sociedade? O que um profissional da área tem que saber e se inteirar sobre? Nós iremos responder a essas perguntas neste texto, que também traz 5 inovações decisivas para a profissão de vendas nos próximos anos!

 

Vamos começar?

O mercado de vendas está mudando?

COM CERTEZA! Hoje em dia, não dá para falar de vendas sem falar das mudanças tecnológicas, que estão pautando esse mercado de forma geral. 

 

Vamos pegar o varejo como exemplo. Atualmente, esse mercado está sendo beneficiado por uma série de revoluções digitais, como o pagamento por aproximação, o e-commerce, o mobile commerce, entre outras inovações.  

 

  • e-commerce: é o comércio eletrônico, ele facilita a vida do cliente, dando a oportunidade de ele escolher o seu produto online e recebê-lo no conforto da sua casa.  
  • mobile commerce (m-commerce): é o comércio por aparelhos móveis. Em um mundo dominado por celulares, o comércio por meio deles só cresce, esse mercado é chamado de m-commerce. É a compra e escolha de produtos via aparelhos móveis.   

 

Tudo isso se explica pela mudança de comportamento do consumidor. Com o avanço da internet, eles estão encontrando mais facilidade em obter os produtos e serviços que desejam. Por isso, o varejo e a tecnologia precisam caminhar juntos e atender às necessidades da sociedade. 

 

Mas o varejo é só a ponta do iceberg. A profissão de vendas, em geral, está sendo beneficiada por essa modernização como um todo. 

 

Não precisamos ir muito longe: as áreas comerciais das empresas estão cada vez mais munidas de inovações e de aparatos tecnológicos. Facilitando o alcance e o contato com prospects

 

Por exemplo: hoje em dia, é muito comum encontrar clientes e parceiros por meio das redes sociais, a poucos cliques de distância. Podendo estender os seus canais de comunicação e de venda para as suas próprias redes, como: e-mail marketing e inbound marketing. 

 

  • E-mail marketing: consiste na comunicação com o cliente, mantendo esse relacionamento, enviando promoções ou conteúdos do interesse de cada lead. 
  • Inbound marketing: consiste na criação de conteúdo de qualidade para atrair potenciais clientes. Chamado de marketing de atração, o inbound junta estratégias para atrair o prospect por meio de conteúdos online, para convertê-lo em um lead. 

 

E essas não são as únicas soluções que a tecnologia trouxe para melhorar as relações entre empresas e clientes. Hoje em dia, os sistemas CRM ajudam a área de vendas a gerenciar leads e a unificar todas as informações de um cliente, incluindo o seu histórico de compras e os registros de comunicação. 

 

CRM (Customer Relationship Management): traduzindo, significa: “Gestão de Relacionamento com o Cliente”. Ele é um software, ou vários, responsável pela gestão completa da relação da empresa com o cliente. Mostrando e guardando dados de possíveis e potenciais clientes, montando estratégias de como você pode conquistar esses e mais clientes. Otimizando assim a área comercial da empresa, fazendo-os focar em clientes que realmente importam.  

 

Toda essa inteligência é capaz de melhorar a experiência de compra do cliente e aumentar os lucros de uma empresa. 

5 inovações de mercado decisivas para o setor de vendas

Com toda essa evolução do mercado, se manter atualizado às vezes é um obstáculo, afinal, como iremos saber se estamos seguindo as tendências recentes da área? Se aquele caminho é relevante? 

 

Para isso, reservamos esse espaço para te guiar e atualizar, apresentando 5 inovações que estão sendo decisivas para o setor de vendas! Vamos começar? 

5 inovações de mercado decisivas para o setor de vendas

1) Marketplace

O marketplace é um local para fazer compras on-line, e é entendido como a união de várias empresas que vendem os seus produtos em uma única plataforma (como se fosse um shopping center). Esse é o caso, por exemplo, da Amazon e do Mercado Livre. 

 

A diferença para o e-commerce é que ele é uma loja on-line que vende produtos de uma única empresa. 

 

Já no modelo do marketplace, os clientes entram em contato com uma infinidade de produtos dos mais variados segmentos. A plataforma é a intermediária entre o cliente e o produto de desejo (e a sua respectiva empresa). Porém, ela não se responsabiliza pela entrega ou pela garantia do produto, essa tarefa é da empresa que anunciou o produto.

 

Para os varejistas, esse modelo é extremamente vantajoso, porque eles podem vender para qualquer lugar do mundo, alcançar novos consumidores e expandir o seu mercado. 

2) Redes sociais

Ganhando um espaço cada vez maior, na vida e na rotina das pessoas. As redes sociais vieram para ficar e mudaram completamente as relações sociais, inclusive entre empresa e cliente. 

 

Essas plataformas possuem milhares de usuários que entram e utilizam a rede todos os dias. Visto isso, a área de vendas, resolveu entrar nesse mundo, desenvolvendo lojas online e fortalecendo relações com outras empresas e clientes.

 

Apesar das suas especificidades, todas elas podem ser utilizadas para se comunicar, captar novos consumidores e propagar os seus produtos para milhares de pessoas através de um clique.

 

Por meio das redes sociais, os clientes podem ter acesso ao catálogo de produtos ou serviços. Conhecer o dia a dia da empresa, solicitar informações, fazer reclamações, entre uma infinidade de ações que ajudam a estreitar os laços entre cliente e empresa. 

 

As mais conhecidas e que mais geram retorno são: 

 

Facebook: possui mais de 5 bilhões de usuários ativos, contando com mais de 100 milhões de brasileiros. O Facebook dá a função comercial para o usuário, criando uma fanpage e estreitando a sua relação com o cliente. Nela é possível ter um contato direto com o consumidor, por meio de comentários ou por mensagem instantânea. Os anúncios pagos, são de grande ajuda para aqueles que querem aumentar as visitas a sua página, já que sua função é alcançar o maior público qualificado possível, exibindo fotos e vídeos do seu produto ou serviço.

  

– Instagram: com 800 milhões de pessoas conectadas, o Instagram no Brasil, possui a marca de 50 milhões de usuários ativos. Ganhou espaço dentro da área comercial pelo seu apelo visual, podendo ser comparada a uma vitrine online. Agregando a venda online, o Instagram dá a escolha de montar uma loja dentro do seu perfil comercial. Ajudando assim, no crescimento e visualização dos produtos, por ter tantos usuários ativos. Seu favoritismo também pode ser ligado a facilidade na hora da venda, pois a rede social funciona como intermediária na compra entre cliente e empresa.  

 

LinkedIn: sendo uma rede social mais corporativa, o LinkedIn é perfeito para encontrar leads qualificados, que são clientes que apresentam um maior potencial de compra para o seu produto ou serviço. Além de descobrir empresas que podem favorecer o seu negócio, sendo do mesmo nicho ou que sejam interessantes para uma parceria, por meio de B2C ou B2B. Como ela é uma rede social para empresas e profissionais de todas as áreas, ela acaba sendo perfeita para networking, ampliando a sua rede de contatos. 


– Youtube: investir em marketing no youtube gera grandes chances de retorno. Sendo a plataforma de vídeos número um do mundo, ele também está entre os primeiros, quando o assunto é busca por conteúdo online ou até mesmo por informações de diferentes vertentes, como política ou moda. Um dos formatos favoritos dos usuários da internet é vídeo, por isso é tão importante investir nesse tipo de conteúdo, procurando sempre produzir um material de qualidade, embasado em um bom planejamento. A ferramenta não oferece muita interação do público, além dos comentários, mas agrega muito na publicidade do produto e serviço, visto que possui milhões de usuários.

3) Mobile commerce (m-commerce)

É a compra e a venda de produtos e serviços por meio dos celulares, tablets e smartphones. Ele veio para complementar o e-commerce, afinal, os aparelhos móveis estão cada vez mais presentes e essenciais em nosso dia a dia. 

 

Facilitando a vida do consumidor, o m-commerce tem o mesmo intuito do e-commerce, de comprar online e receber o produto no conforto da sua casa. Porém, o que se diferencia é que a sua compra é efetuada por aparelhos móveis, por isso, muitos e-commerces estão adotando o m-commerce em suas plataformas.  

 

De acordo com um relatório da GSMA publicado em 2019, esses canais têm sido cada vez mais utilizados no mundo inteiro. Os dados mostram mais de 5 bilhões de pessoas usando algum tipo de aparelho celular. 

 

Isso explica o boom do m-commerce nos últimos anos. Uma pesquisa realizada pela Statista prevê que o m-commerce vai representar 72,9% de todo o comércio eletrônico em 2021, contra 58,9% já calculado em 2017. 

 

Por isso, os profissionais de vendas devem ficar de olhos bem abertos para apostar as suas fichas nesse mercado em expansão. Que tem se firmado como um efetivo canal de comunicação com os clientes. 

4) Big data

O big data é um conjunto de um grande volume de dados complexos, que vêm de diversas fontes de dados. Sendo capaz de levar a insights, solucionar problemas e ajudar a realizar movimentos estratégicos. 

 

Para o setor de vendas, esses dados ajudam a analisar o comportamento do cliente. Trazendo maior clareza quanto à criação de novos produtos ou serviços, entre uma série de outros insights que podem melhorar a experiência e fidelizar esse cliente ou empresa. Além de, auxiliar nas estratégias de marketing, alimentando o seu banco de dados sobre os clientes.

 

Alguns exemplos de dados que auxiliam a área comercial nesse sentido são: faixa etária, localidade, faixa de renda, sexo e interesses. Com isso, é possível criar estratégias e entregas personalizáveis, aumentando as chances de alavancar o lucro da empresa. 

5) Beacons

Essa é uma tecnologia que funciona por meio da geolocalização em ambientes fechados. Ou seja, ela consegue identificar exatamente onde o usuário está, por onde ele passou e ficou mais tempo na loja.  

 

Para o setor de vendas, isso representa um grande avanço. Tornando possível obter dados de onde o cliente se interessou mais ou menos. Podendo assim, atrair os consumidores com promoções, ofertas e propagandas sobre a sua marca, produto e/ou serviço a partir de sua localização.

Conclusão

Vimos que inúmeras ferramentas estão ganhando popularidade em nosso meio comercial. Além de ajudarem na otimização de uma venda, facilitam não só a vida do vendedor como do consumidor. 

 

Por isso, quem está na profissão de vendas, tem que sempre estar atualizado e preparado para as novidades do mercado, principalmente as tecnológicas que têm contato direto com o público. 

 

Afinal, estamos na era tecnológica, e quem insiste em não evoluir junto, vai ficar para trás, ainda mais em um meio tão competitivo quanto o comercial. 



Gostou do texto e vai adotar essas inovações? Conheça e entenda mais sobre o meio comercial, por meio dos nossos conteúdos aqui no blog.

Conteúdos

Guia sobre o profissional de vendas: o que faz, habilidades necessárias, áreas de atuação e dicas para se inserir no mercado.

Leia mais »

Guia completo sobre o cargo em Gestão Comercial, como alcançado e quais habilidades essenciais para essa função.

Leia mais »

Dicas de recursos tecnológicos para o profissional de vendas se destacar na área.

Leia mais »